Americano de filé colorido - CE

O ofício de rendeira proporciona uma viagem ao imaginário feminino são mulheres que tecem o dia a dia com finos fios. A força que emana da tradição de tramar as linhas é real. E o fio que conecta essas mulheres, entre gerações de uma mesma família, é que parece torná-las o que são: mulheres que lutam bravamente e que, ao mesmo tempo, desempenham um ofício minucioso e delicado. Com paciência e maestria seguem fazendo a renda da mesma forma que outras muitas gerações de mulheres de sua família já faziam, mas revisitam e atualizam as formas e os pontos que fazem hoje. De modo que estão, ao mesmo tempo, com um pé no passado e outro no presente. O bordado é uma arte milenar que, mesmo tendo passado por várias transformações nos seus processos de fabricação, não perdeu a sua essência e através dos avanços tecnológicos tornou-se uma excelente fonte de renda.

Sob encomenda

Esgotado

Renda de filé da comunidade de Feiticeiros no Ceará.

Contam lá que veio trazida por uma Portuguesa de nome Rosinha por volta dos anos de 1700. Desde então fixou-se no local, sendo o ofício de filezeira, passado de mãe para filha.

O interessante é que a confecção do filé passa por uma fase inicial, corresponde ao traçado feito na grade, semelhante ao das redes de pescar. Em sua origem, a atividade dessas bordadeiras surgiu paralelamente ao trabalho masculino em áreas pesqueiras

 Click aqui para ver o vídeo

material :  algodão

Tags: , , , , , , , ,

Americano de filé colorido – CE

Estamos reformulando nosso site

 

Após escolher nossos produtos pedimos que façam suas compras pelo e-mail pontosolidario@pontosolidario.org.br

ou pelo telefone 011 5522 -4440

 

Pedimos desculpas pelo inconveniente