Pandeiro P- PA

R$ 80,00

Disponível

Feito pelo músico percussionista Flávio Reis da Gama, de Belém do Pará, usando os recursos naturais regionais.

Material: madeira, tecido e linha, couro, cravos de madeira e platinelas de metal (tampa de garrafa)

Medida 16X16 cm

Flávio promove oficinas com as comunidades locais ensinando ritmos paraenses, carimbó, boi bumbá, retumbão, lundum e marujada. É integrante da Associação dos percussionistas da Amazônia com sede em Belém e constrói alguns dos instrumentos usados pelo Trio Manari, fundado em 2001, dica para quem quer conhecer mais os ritmos amazônicos.
História do pandeiro

Desde o neolítico que o instrumento é bastante conhecido e popular na Ásia, África e Europa, havendo no entanto a possibilidade de já existir no paleolítico. Em todas as grandes civilizações do passado, do Crescente Fértil ao Egipto, passando pela Grécia e Roma, o pandeiro aparece representado com vulgaridade especialmente em volta do Mediterrâneo. O seu uso manteve-se até à actualidade na maioria das regiões do mundo chegando a alcançar orquestras, na execução da ópera Preciosa, de Weber. Existe com tamanhos e formas diversificadas como o pandeiro, a pandeireta ou o adufe. Gerou variações como a pandeirola

No Brasil, quando surgiu o choro, no final do século XIX, o pandeiro veio dar o toque final ao ritmo marcante e brejeiro, inicialmente executado ao piano e instrumentos de corda e de sopro.

 

 

Tags: , , ,

Pandeiro P- PA
Pandeiro P- PAPandeiro P- PA
Pandeiro P- PAPandeiro P- PA

Estamos reformulando nosso site

 

Após escolher nossos produtos pedimos que façam suas compras pelo e-mail pontosolidario@pontosolidario.org.br

ou pelo telefone 011 5522 -4440

 

Pedimos desculpas pelo inconveniente