Jogo 5 Marias - SP

R$ 20,00

Esgotado

Feito pela artesã Carin Brender.
Esse jogo é dos mais antigos encontrados na Grécia, cerca de 4.500 anos A.C, quando eram jogados com astrálagos de carneiro – ossinho do calcanhar do animal.Era um jogo usado pelos sacerdotes e pitonisas para previsão e adivinhação, lia-se a posição dos ossinhos, como se faz com os buzios....Depois, seguiu para a Península Hibérica. No Brasil, a brincadeira veio possivelmente com os portugueses durante o período de colonização. Isso pode também explicar o nome de cinco marias, já que os portugueses eram católicos.

......................

A arte de brincar
É lamentável, mas os tempos andam tão maus que as próprias crianças já não sabem mais brincar. Em dias mais tranqüilos, elas gostavam de suas cantigas de roda, tinham um largo repertório, e à tardinha e à noite brincavam pelos quintais e pelas ruas, pelos jardins e pelas praças. Tinham também jogos cantados e falados, resíduos ou esboços de teatro, e com eles se entretinham, alegremente. Os brinquedos simples, primitivos e eternos, fáceis de obter e de conservar, não faltavam nem mesmo às
mais pobres.
Esses jogos, quase todos de grupo, estabeleciam relações sociais de cordialidade entre as crianças. Muitas amizades nasceram de partidas de gude ou “cinco Marias”, de cirandas e de fogos de artifício. E essa sociabilidade era autêntica, e de longa permanência, pois resistira às competições dos jogos, às rivalidades, aos despeitos, aprimorara o caráter nesses encontros de infância, que é quando se deve aprender a tolerância, a admiração, a justiça e outras coisas mais.
A máquina está gastando a infância. Qualquer dia as criaturas humanas nascerão de barbas brancas, como Lao-Tsé. Oxalá, se vierem com a sua sabedoria...
-Cecília Meireles. Melhores crônicas- São Paulo: Global, 2003. p. 349-352.

.......................

Tags: , , ,

Jogo 5 Marias – SP

Estamos reformulando nosso site

 

Após escolher nossos produtos pedimos que façam suas compras pelo e-mail pontosolidario@pontosolidario.org.br

ou pelo telefone 011 5522 -4440

 

Pedimos desculpas pelo inconveniente