Bugres de Mariano - Conceição dos Bugres - MS

Sob encomenda

Disponível

Loading Atualizando a cesta...

Mariano Neto é o sucessor. Se não fosse ele, a peça de artesanato mais importante de Mato Grosso do Sul teria acabado. Mariano é neto de Conceição Freitas da Silva (1914-1984), criadora dos bugrinhos no final dos anos 60. Em 1987, quando faleceu, a avó de Mariano já era conhecida como Conceição dos Bugres. A escultura nasceu em uma cepa de mandioca. Assim como a avó, Mariano vende principalmente para turistas, o que fez com que o bugrinho se espalhasse pela Europa, Estados Unidos e Japão. Encontrar um original de Conceição para adquirir é coisa rara, apesar dela ter produzido milhares.

Cada bugre da artista Conceição tem uma fisionomia, são rústicos e esculpidos a machadadas. Únicos. Já os bugrinhos de Mariano são mais bem acabados. A madeira guiava Conceição. O neto segue um padrão e trabalha com eucalipto. Ele é capaz de fazer por dia de 10 a 15 bugrinhos. Admite que sua avó era mística e repete a história que já virou lenda. A inspiração para fazer o bugrinho veio para Conceição em um sonho. Ao acordar, foi até o quintal, sentou embaixo de uma árvore e percebeu uma rama de mandioca. Quando olhou a raiz viu a mesma figura que tinha enxergado no sonho. Teve a ideia então de talhar a feição na própria cepa e o resultado foi a nascensa do bugre, o artefato que já virou sinônimo de Mato Grosso do Sul.
Os bonecos de madeira, como foi constatado por Guido Boggiani, é tradição artesanal entre os índios das famílias Mbayá-guaicuru que habitavam a região de MS e o Chaco Paraguaio e que foi interrompida no início do século XX. Com os bugrinhos, Conceição retomou inconscientemente a confecção destes bonecos e inventou um artefato emblemático de Mato Grosso do Sul.

  Para saber mais e  ver o vídeo click aqui 

medidas 17 X 16 cm

 

Tags: , , , , , , ,

Bugres de Mariano – Conceição dos Bugres – MS